Mudar Categoria CNH

jul 15, 2009 at 4:32 am

Chama-se mudança de categoria quando o condutor é habilitado para veículos:
• na categoria B no mínimo há um ano e pretende habilitar-se para a categoria C
• na categoria C no mínimo há um ano, tem 21 anos, e pretende habilitar-se para a categoria E
• na categoria B no mínimo há dois anos e pretende habilitar-se para a categoria D
• na categoria C no mínimo há um ano e pretende habilitar-se para a categoria D

Da mesma forma que um condutor novato passa da Permissão para a CNH definitiva, quem pretende mudar de categoria também deve ter um prontuário exemplar: nos últimos 12 meses anteriores ao requerimento de mudança, não pode ter cometido nenhuma infração de natureza gravíssima ou grave, ou ser reincidente em infrações de natureza média.

Renovar CNH.jpg

E, da mesma forma que o condutor que acrescenta uma categoria à qual se habilitou inicialmente, o cadidato à mudança de categoria tem de voltar a um Centro de Formação de Condutores, para um curso prático de 15 horas/aula no tipo de veículo para o qual pretende habilitar-se. Mas, se preferir, ele pode dar entrada no processo sozinho, antes de procurar um CFC para tomar as aulas.

Para dar entrada sozinho, o candidato deve comparecer à Ciretran mais próxima de sua residência levando fotocópia (e original) da CNH, da identidade, do CPF e de um comprovante de residência expedido há no máximo 90 dias. Vai preencher e cadastrar o formulário do Registro Nacional de Condutores Habilitados (Renach), tirar foto e fazer os exames médico e psicológico. Para os exames, terá de apresentar comprovante de pagamento das taxas.

Se iniciar o processo por conta própria ou não, o candidato vai ter de fazer o curso de direção veicular no CFC. No preço cobrado pelo aprendizado, deverão estar embutidas as taxas para a obtenção da Licença de Aprendizagem de Direção Veicular (LADV), para a realização do exame prático de direção veicular e para a expedição da nova carteira. Isso levando-se em contato que os exames médico e psicológico foram pagos à parte.

O próprio CFC vai incumbir-se de agendar o teste prático, a ser realizado em veículo da categoria para a qual busca-se a habilitação.