Popular Tags:

Conheça o primeiro carro produzido por uma impressora 3D

jul 12, 2016 at 2:34 pm

imgp7832

Impressoras 3d consistem em criar objetos, camada por camada a partir de pedaços de materiais. O tempo é relativo dependendo do tamanho do que se quer criar, poderá levar alguns minutos, horas ou até dias. A tecnologia da impressora também tem sido adota em hospitais de grande porte para criar próteses e ferramentas úteis ao auxilio de pacientes.

Vários produtos já foram produzidos como brinquedos, peças de jogos, protótipos, utensílios para a casa, objeto de decoração,  e outros que estão em testes para um futuro próximo como instrumentos musicais, peças de automóvel, órgãos de tecidos humanos sintéticos.

lifan-motors

Nos últimos dias foi anunciado o primeiro automóvel a ser produzido por uma impressora 3D. O Strati com motor elétrico possui dois lugares, chega a uma velocidade de até 60 km/h e possui 49 partes (um carro comum costuma ter até 6 mil componentes). A empresa norte- americana Local Motors informou que que a impressão tridimensional levou 44 horas para ser produzida, o modelo foi montado ao vivo durante um evento em Chicago nos E.U.A

Algumas peças foram fabricadas em modo tradicionais como motor, rodas e bancos, posteriormente instaladas. O carro impresso é apontado como um dos projetos mais promissores da indústria automobilística, por conta do material que é usado, que pode ser derretido e dar forma a um novo veiculo, a ‘’carcaça” propriamente dita é feita de um material termoplástico de fibra de carbono em que pode ser derretido e transformado em outro modelo.

local_motors_strati_3d_printed_car_16

O Strati passará por mais testes antes de ser comercializado, pois nesta versão apresentada não possuía cinto de segurança, airbags ou janelas laterais. O carro chega a cerca de 60 km/h e tem uma bateria que que dura estimadas 3,5 horas e pode percorre uma distancia de 200 km somente com uma única carga. No futuro poderá ser uma opção para curtos trajetos urbanos

local_motors_strati_3d_printed_car_02

Veja como serão os capacetes no futuro

jul 7, 2016 at 3:40 pm

6b0cf299-8821-4382-9195-3197d1d55070

Os capacetes para moto não tiveram uma grande quantidade de atualizações desde que foram inventados, a mais de 60 anos. Lógico que algumas pequenas mudanças estéticas foram feitas, como por exemplo os modelos que possuem abertura para ventilação. Mas o básico é praticamente o mesmo: Poliestireno revestido de uma casca bem dura.

Porém, agora duas empresas estão mostrando algumas inovações que podem realmente mudar o mercado de capacetes. A Del Rosario por exemplo, desenvolveu um capacete que utiliza algumas camadas de gel e carbono por baixo da casca de proteção. O gel tem como função oferecer uma primeira camada de proteção e vibrações menores. Já a segunda camada é feita de folhas de carbono que podem ser quebradas, suportando assim vários impactos de origens diferentes, com uma resistência bem maior.

Como podemos ver pelas imagens de ilustração, os protótipos tem formas mais fluídas e alongadas, ajudando assim na aerodinâmica. Além de deixar os modelos bem atraentes e modernos.

Algumas outras empresas também estão pensando em fazer modelos que consigam diminuir o impacto de acidentes de baixa velocidade. Os capacetes atuais funcionam bem apenas quando o impacto é causado em velocidades superiores a 15km.

Já outras inovações foram pensadas na segurança. Existem alguns modelos que foram projetados para não atingir a clavícula em um impacto, reduzindo assim o número de fraturas. Os parafusos também foram projetados para se soltarem em caso de impacto.

bf9cbea5-1b0e-42ec-afe1-bdc36b3bbf3e

Carro australiano que pode chegar a 1609 km/h

jul 6, 2016 at 4:13 pm

untitled1

A Austrália apresentou um plano audacioso. Ela pretende quebrar o Record atual de velocidade terrestre, criando uma espécie de carro-foguete. O novo veículo será capaz de atingir uma velocidade máxima de 1.609km/h em apenas 20 segundos. A velocidade seria maior que o som. Até mesmo uma bala é mais lenta que o carro-foguete.

Ele já tem nome: Aussie Invader 5R. O carro irá usar combustível de foguete, e seu motor irá ter impressionantes 200 mil cavalos de potência. Segundo informações do projetista, o Aussie vai entrar para história e dificilmente será batido por outro.

Abaixo você tem mais algumas projeções de como será o carro-foguete australiano.

Aussie-invader-5R-2

aussie_invader_r5_01

Como não comprar carro clonado

jul 5, 2016 at 4:09 pm

SAM_0088

Com a dificuldade de se identificar corretamente e rapidamente um carro clonado, tem se trazido muita dor de cabeça em todos os proprietários de veículos, que começam a receber multas que nunca cometeram.

Segundo o próprio Denatran, ainda não existe nenhuma legislação de trânsito que especifique os carros clonados. Sendo assim, a única medida possível para o proprietário do veículo é recorrer ao órgão com a justificativa que não cometeu multa alguma, e que seu carro foi “copiado”.

Vale lembrar que a justifica deve ser feita a mão e de preferência sendo anexado algum documento que prove onde estava o verdadeiro carro no momento em que a multa foi efetuada, como por exemplo um bilhete de estacionamento. No próprio site do Denatran existem instruções para o preenchimento da requisição.

Se você quer descobrir se o seu carro está irregular, basta fazer uma vistoria simples no Ciretran de sua cidade.

Como acontece a clonagem ?

Quando sai da área de montagem, os carros recebem uma série numérica que é gravada em algum local do chassi, motor, vidros e também carroceria. Esses números são registrados por uma máquina única e especial que está disponível apenas na linha de montagem. Nos vidros o material já sai epigrafados da fornecedora.

Por mais que exista todo um controle dentro das fábricas, feito pelo Denatran e por elas próprias, os criminosos invariavelmente conseguem acesso a esses números, incluindo também o código RENAVAM. As quadrilhas anotam o número da placa de qualquer carro na rua, além de sua cor e modelo, e logo após  conseguem de alguma forma o  número secreto do chassi e demais informações para fazer a clonagem.

Somente os peritos conseguem identificar se aquele carro não é o real, pois somente eles tem o equipamento necessário e conhecem as máquinas que fazem o procedimento.

Para evitar qualquer dor de cabeça durante a compra do seu veículo, convém consultar o histórico do carro por meio de despachantes e até mesmo do Departamento de trânsito.

HD_20120914160637_cod19812

Fusca versão hippie

jul 4, 2016 at 7:29 pm

x25

Um museu localizado na cidade de Puebla, no México, exibiu um Volkswagen Fusca do ano 1990, totalmente decorado por indígenas da comunidade de Huichols, que ainda se encontram por lá. O fusca foi por muitos anos símbolo da frota mexicana de táxis, o carro foi decorado com tecidos tradicionais do local.

O carro está sendo oficialmente chamado de Vochol, que é uma combinação da palavra vocho (nome do fusca por lá) e Huichol, que é o nome da tribo.

O carro foi leiloado depois da exposição. O valor arrecadado foi doado aos índios da tribo Huichols, que lutam para manter viva sua cultura.

native-american-41